sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Para mim estar em casa é sinónimo de pensar nos acontecimentos, criar novos planos e novos objectivos futuros, pensar nos acontecimentos passados... Hoje dou por mim a pensar no mundo inteiro em geral, vejo por aí meio mundo que todos os dias goza, enxovalha, diz mal, critica, humilha, na realidade esse meio mundo, que é  praticamente o mundo inteiro tem a necessidade de se impor perante outros, muitas vezes seres inferiores (ou não) que acabam calados e vazios por dentro. Criticar hoje em dia é sinónimo de grandeza, poder, maioridade e para certas pessoas criticar os outros tornou-se uma coisa tão indispensável como um simples copo de água. O que realmente mais gozo lhes dá é saberem que ao lado deles existem pessoas que para além de verem e nada fazerem para o impedir, ainda os aplaudem, o que lhes dá mais vontade de continuar. Ser Humano... Ser cruel, sem escrúpulos, que magoa, que sempre se acha superior a outros tantos, que critica e critica e critica...
Tenho pena, a mágoa é grande, hoje em dia somos criticados por gostarmos de um certo estilo de música, basta-nos isso para perante a sociedade ou sermos umas autênticas crianças ou sermos uns autênticos idiotas... Basta um pouco de originalidade para sermos tratados como aberrações, seres do outro mundo que na mentalidade da sociedade são revoltados com o mundo e que na vida nada virão a ser. Ao mínimo pormenor a sociedade consegue arranjar maneira de criticar e rebaixar qualquer um, achando sempre que a razão está apenas do seu lado. Criticar os outros é muito fácil, difícil é superá-los, a sociedade com um simples olhar acha que fica a conhecer a história de vida de qualquer um... Pois bem, quem critica limita-se a colocar os olhos apenas na aparência porque julgar um livro pela capa sempre foi muito mais fácil que tentar entender a história inteira. Hoje em dia a vida limita-se a retratar um simples jogo, é verdade... mas, se tu, cara sociedade quiseres tomar conta da vida dos outros, pensar por eles, fazer com que eles te obedeçam, eu sugiro que deixes a realidade e comeces a jogar sims, poderás controlá-los à tua vontade e nada de mal acontecerá. Quando é que as pessoas vão deixar de viver a vida dos outros e começar a viver a delas? Sugiro que nos deixem gostar daquilo que nós quisermos, que tratem dos vossos problemas e que nos deixem dar a volta aos nossos, não passámos assim por tão pouco, sabemos tomar conta da nossa vida, acima de tudo sabemos tomar conta de nós e se aquilo que nós somos não for o suficiente, então a sociedade terá que se contentar com a pura realidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário